AVISOS da SEMANA


Todas as segundas-feiras – 19:00h – Intercessão.

17/12 – dom – 10h e 18h – Teatro: Jesus na nossa família

24/12 – dom – 10h Café da manhã de Natal

24/12 – dom – 18h – não haverá culto.

31/12 – dom – 10h Culto da manhã

31/12 – dom – 18h – não haverá culto.

Postagens

Células nas casas - confira a mais próxima de você.

. 2ª feira......... 19h Culto de Intercessão
20h15.. Escolas Líderes e Teológica
. 5ª feira ........ 20h.... Culto

. 6ª feira ....... 20h ... Rd da Família (confira agenda)
. 6ª feira ....... 20h ... Rd adolescentes(confira agenda)
. Sábados...... 19h30.. Rd de Jovens (confira agenda)
. Domingos... 16h45... Pós Encontro e Esc. de Líderes
. Domingos... 10h e 18h..... Culto de Celebração

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

A visão anda através da fidelidade a visão de Deus

Texto base: Nm 13:1-3; 25-31

Moisés envia os espias para verem a terra prometida. Doze espias são enviados e retornam com as notícias da visão da terra prometida.

Dez retornam com uma notícia e dois com outra, apesar de todos eles terem seguido pelo mesmo caminho.

Porque isso aconteceu?
Houve uma transferência de visão e com isso a fidelidade mudou de endereço.
A visão de Deus passou a ser a visão da terra e com isso a fidelidade a Deus passou a ser fidelidade a terra.
Veja as explicações Nm 13:32-33
Relatos históricos dizem ainda que os dez espias falavam que Josué tinha relatório favorável porque só tinha filhas e não filhos, e com isso não os perderia na guerra, então era fácil falar.
Resumindo, a visão dos dez era: -Vamos fazer um relato em que o povo continue no deserto e não venha para a terra prometida.
E a dos dois era: -Vamos fazer um relato em que o povo suba para a novidade de Deus, pois certamente prevalecerá.

Como grandes homens vêem a terra que o Eterno prometeu e preferem o deserto?
Podem ter pensado, aqui temos o maná, não precisamos plantar ou colher; não precisamos pensar em separar dízimos, temos tempo para nos dedicarmos ao que for; inclusive ao Eterno, não precisaremos ensinar nossos filhos a guerrear, o deserto é seguro! Queriam servir ao Senhor! Tinham razões boas! Queriam servir ao Senhor em terra sem promessa.
Josué e Calebe queriam as mesmas coisas, mas queriam cumprir os preceitos que só podiam ser cumpridos na terra de Israel, a terra que tinha promessa. Queriam avançar e se necessário fosse, guerrear para defender a herança que o eterno tinha dado. Tinham razões boas!

Os dois grupos tinham boas razões!
São duas formas de servir ao Senhor!

Porque os dez queriam ficar no deserto? Pelo temor! Temor de ter que mudar, de ter que sair de como estavam, de mudar de emprego... Essa é a primeira forma de servir ao Senhor.
Porque os dois queriam subir para a terra prometida? Pelo amor! Porque Deus deu a terra para eles e eles amaram isso, amaram o que viram, amaram o que o Eterno amou, amaram ser presenteados por Deus. Essa é a segunda forma de servir ao Senhor.

Ora o nosso serviço ao Eterno manifesta-se pelo temor e ora pelo amor.
O temor não é ruim, porém é menor que o amor.
O temor tem uma porção de ego e auto preservação. Ele quer se preservar. Maneiras de gerar temor: estudar as consequências, pensar na grandeza do Eterno, coração quebrantado, cuidado com a língua.
O amor é desprendido, o amor chega antes, o amor antecipa. O Amor tem a tendência de quebrar a estagnação. Maneiras de gerar amor: enxergar o que é puro e belo nos outros e humildade.

A fidelidade está em amar o que o Senhor ama, em se desprender e se manter na visão do Senhor.
Sabemos hoje, que a visão que prosperou, não foi a de deserto, mas a visão de terra que tem promessa; a visão que andou foi aquela que teve fidelidade ao líder Moisés.

A visão anda através da fidelidade aos líderes.


Pr. Flavio Quinalha - Igreja Águas Mooca 

Nenhum comentário: