AVISOS da SEMANA

AVISOS:

Todas as segundas-feiras – 19:00h – Intercessão.

18/08 - sex - 20h – RCA - Rede de Casais – Iluminando a casa

19 e 20/08 - sáb - 16h30 - Congresso Interno M12 (entrada franca)

20/08 - dom - 18h - Ministração Pr. Douglas Soares - M12 Ceará

24/08 - qui - 20h - Teatro - Conquistador que vê o que Deus vê.

15 e 16/09 – Congresso Estadual da Visão M12 (ingresso R$40,00)

22 a 24/09 – sex – 21h30 – Encontro com Deus (inscrições Dca. Eliane)


Postagens

Células nas casas - confira a mais próxima de você.

. 2ª feira......... 19h Culto de Intercessão
20h15.. Escolas Líderes e Teológica
. 5ª feira ........ 20h.... Culto

. 6ª feira ....... 20h ... Rd da Família (confira agenda)
. 6ª feira ....... 20h ... Rd adolescentes(confira agenda)
. Sábados...... 19h30.. Rd de Jovens (confira agenda)
. Domingos... 16h45... Pós Encontro e Esc. de Líderes
. Domingos... 10h e 18h..... Culto de Celebração

sábado, 13 de maio de 2017

Deus, o Justo Juiz

Salmo 75:7 diz que o mesmo Deus que levanta, também abate. Ele é o Juiz!

“5 Não levanteis a vossa fronte altiva, nem faleis com cerviz dura.
6 Porque nem do oriente, nem do ocidente, nem do deserto vem a exaltação.
7 Mas Deus é o Juiz: a um abate, e a outro exalta.”

Em Romanos ao final do capítulo 1, Paulo passa um tempo falando sobre uma série de escolhas e procedimentos errados que as pessoas que decidem permanecer sem Deus e em uma vida de pecado cometem.

Talvez nessa lista estejam práticas que você já abandonou e fica muito fácil nos empolgarmos com o discurso de Paulo para julgar e condenar alguns ao nosso redor.
Mas então começa o capítulo 2 e ele continua escrevendo e veja os versículos 1 a 3.

“Portanto, és inescusável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, fazes o mesmo.
E bem sabemos que o juízo de Deus é segundo a verdade sobre os que tais coisas fazem.
E tu, ó homem, que julgas os que fazem tais coisas, cuidas que, fazendo-as tu, escaparás ao juízo de Deus?” 

Assim ele continua ministrando a igreja sobre o perigo de julgar.

Veja que ele não esta falando que o cristão não deve julgar nunca e em momento algum. Inclusive existem varias situações em que o cristão é chamado a julgar, porém nunca condenar!

Mas: veja como julgas! Não julgue por aparências! São recomendações da palavra.

Antes de julgar devemos lembrar de algumas coisas importantes:

1. Só Deus é um juiz 100% justo.

“O Senhor reina para sempre; estabeleceu o seu trono para julgar. Ele mesmo julga o mundo com justiça; governa os povos com retidão.” Sl 9:7 e 8

Só Ele tem padrões de retidão suficientes para não errar em seus julgamentos.

Jesus disse: “Vocês julgam por padrões humanos; eu não julgo ninguém. Mesmo que eu julgue, as minhas decisões são verdadeiras, porque não estou sozinho. Eu estou com o Pai, que me enviou.” Jo 8:15 e 16

Há uma grande possibilidade de errarmos em nossos julgamentos. Julgamos de acordo com as nossas vivências, nossas dores de alma, nosso medos, nossas expectativas e de acordo com os julgamentos que ja recebemos.
Veja quantas coisas podem interferer negativamente em nossos julgamentos.
Você sabia que uma boa parte dos nossos julgamentos fazemos para nos defender ou defender uma pessoa que amamos?

Porém a Bíblia nos ensina que vamos sair ganhando quando entregamos nossas questões e de nossos queridos para Deus.

  “Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.” Rm 8:33

Quem nos justifica é Deus!!!
Leve todas as questões em que você se sente injustiçado ou que você pensa que seu irmão está agindo de forma errada a Deus!! E apenas descanse nEle.

2. Antes de Julgar ore, e abra-se para o outro lado da história.

No 1o texto que lemos, em que vemos que Deus é que levanta e quem abate alguém, diz que toda glória humana e todo poder humano são passageiros.

É muito importante antes de julgarmos nos abrirmos pra outras perspectivas, por que tudo pode mudar e um dia tudo acaba.

Eclesiastes diz que nem todo mal dura para sempre e nem todo bem dura para sempre.

O que hoje julgamos de uma maneira amanhã podemos julgar de outra. E se já condenamos pode ser tarde.
Tarde pra um casamento, tarde para um emprego, tarde para uma conquista, tarde para uma amizade…

Esses dias assisti ao vídeo de uma mulher que trabalha com doentes terminais e que falava sobre o quanto os julgamentos de uma pessoa mudam quando ele descobre que em pouco tempo, vai morrer.

Exercício dos 5 problemas.


3. O perigo dos julgamentos pessoais

Julgamentos tem um grande perigo: o de julgarmos de acordo com padrões e crenças pessoais e assim cometer muitas injustiças.

O ap Paulo passou uma grande parte de sua vida julgando por um prisma pessoal.
Ele errou ao defender Deus do que ele não queria e não precisava ser defendido e assim condenou e matou muitos cristãos.
Quando julgamos alguem é muito fácil misturarmos em nosso julgamento nossas dores e frustrações pessoais.

Além disso quando uma pessoa decide estar no lugar de Deus e julgar, ela abre mão da justiça de Deus, e em seguida passa a concluir que os erros e pecados dos outros são sempre maiores do que os dela.

“Julgar os outros: um hábito comum em pessoas frustradas.”

Conclusão:

Vamos nos desacelerar nos julgamentos? Vamos amar mais e condenar menos? Vamos levar mais a Deus em oração e menos aos nossos irmãos?

Colossenses 3
14 Acima de tudo, no entanto, revesti-vos do amor que é o elo da perfeição. 15 Seja a paz de Cristo o juiz em vossos corações, tendo em vista que fostes convocados para viver em paz, como membros de um só Corpo. E sede agradecidos.

16 Habite ricamente em vós a Palavra de Cristo; ensinai e aconselhai uns aos outros com toda a sabedoria, e cantai salmos, hinos e cânticos espirituais, louvando a Deus com gratidão no coração.”

Deus te abençoe.

Apa. Célia B. Arnese

Nenhum comentário: