AVISOS da SEMANA

AVISOS:

Todas as segundas-feiras – 19:00h – Intercessão.

24/08 - qui - 20h - Teatro - Conquistador que vê o que Deus vê.

02/09 – sáb – 10h – Capacitação Diaconal

02/09 – sáb – 19h30 – RJA Rede de Jovens JUMP

10/09 – sáb – 19h30 – RJA Rede de Jovens – Festival da boa vizinhança

15 e 16/09 – Congresso Estadual da Visão M12 (ingresso R$40,00)

20/09 – qua – 20h - Noite do empreendedor

22/09 – sex – 20h – RAD - Rede de Adolescentes – Festa das Cores + Gincanas

22 a 24/09 – sex – 21h30 – Encontro com Deus (inscrições Dca. Eliane)

23/09 – sáb – 19h30 – RJA Rede de Jovens JUMP

30/09 – sáb – 10h – RIA – Treinamento da equipe


Postagens

Células nas casas - confira a mais próxima de você.

. 2ª feira......... 19h Culto de Intercessão
20h15.. Escolas Líderes e Teológica
. 5ª feira ........ 20h.... Culto

. 6ª feira ....... 20h ... Rd da Família (confira agenda)
. 6ª feira ....... 20h ... Rd adolescentes(confira agenda)
. Sábados...... 19h30.. Rd de Jovens (confira agenda)
. Domingos... 16h45... Pós Encontro e Esc. de Líderes
. Domingos... 10h e 18h..... Culto de Celebração

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Temor a Deus, servindo a igreja

Palavra ministrada a equipe diaconal da Igreja Águas Mooca

Texto Base: João 15:1 a 8 (NVI)
1 Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor.
2 Todo ramo que, estando em mim, não dá fruto, ele corta; e todo que dá fruto ele poda, para que dê mais fruto ainda.
3 Vocês já estão limpos, pela palavra que lhes tenho falado.
4 Permaneçam em mim, e eu permanecerei em vocês. Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Vocês também não podem dar fruto, se não permanecerem em mim.
5 Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dará muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma.
6 Se alguém não permanecer em mim, será como o ramo que é jogado fora e seca. Tais ramos são apanhados, lançados ao fogo e queimados.
7 Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido.
8 Meu Pai é glorificado pelo fato de vocês darem muito fruto; e assim serão meus discípulos.
Pontos que devemos ressaltar lendo o texto para uma melhor compreensão:
Jesus é a Videira Verdadeira – A analogia direta com a árvore que é a vide, que dá o fruto a uva que produz o vinho. Ele é quem gera o vinho verdadeiro, a alegria verdadeira, a riqueza verdadeira. Então logo de saída Ele fala sobre a verdade que há nEle, verdade algo tão em decadência neste mundo atual.
Pai, o agricultor – Na sequência do versículo percebemos que existe alguém que cuida para que a videira esteja em perfeito estado, este alguém é o pai o Deus Eterno criador de todas as coisas.
Todo o ramo – Jesus, fala diretamente para os que estão nEle, não para os que estão no mundo, logo ele fala para mim e você que um dia O aceitamos como sendo a vida verdadeira e fomos enxertados em Seu corpo para que recebêssemos sua seiva de vida e aí então que encontramos a grande questão: Se estamos em Cristo então é fácil segui-lo?  Não, não é tão fácil quanto muitos possam imaginam ser, temos muitos direitos agora como filhos, mas também temos muitos deveres.
Um homem (gênero humano) só é homem de verdade quando de posse dos seus direitos, também cumpre seus deveres. Um homem que não cumpre seus deveres e somente quer usufruir dos seus direitos é uma criança emocional e espiritual, precisamos evoluir a estatura de varão perfeito tal como Paulo fala aos Efésios 4:11 a 14.
11 E ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres,
12 com o fim de preparar os santos para a obra do ministério, para que o corpo de Cristo seja edificado,
13 até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da plenitude de Cristo.
14 O propósito é que não sejamos mais como crianças, levados de um lado para outro pelas ondas, nem jogados para cá e para lá por todo vento de doutrina e pela astúcia e esperteza de homens que induzem ao erro.
A criança faz aquilo que quer, o homem faz aquilo que tem que ser feito! Nós temos coisas para fazer, das quais muitas delas nós não gostaríamos de fazer, as vezes estamos com preguiça de fazer, não queremos fazer, ou até mesmo estamos cansados para fazer.
Mas a tua família depende você logo muitas vezes você não faz aquilo que quer fazer, mas faz aquilo que é necessário e quando você aceitou Jesus Cristo você entrou neste versículo 2 de João 15.
Cortar e Podar – Apesar de aparentemente serem parecidos as atitudes, há uma diferença entre o corte e a poda, se falarmos com uma pessoa do campo que entende do assunto a explicação que poda é pelas pontas, já o corte é pela raiz, de qualquer forma o Agricultor nos dará uma tesourada e o fruto que geramos ou não, é o resultado da ação que teremos sobre nós.
Não sabemos ser podados ou repreendidos, definitivamente não gostamos, mas é necessário que o Agricultor pode para que possamos multiplicar sobre maneira. É Deus que faz isto para que possamos subir de nível. Lembre-se esta ação é dEle não nossa, mas é necessária, pois sem Ele nada podemos fazer!
Pedir e ser concedido – Somente podemos receber aquilo que pedimos se estivemos ligados a videira, se tivermos sido cortados certamente não iremos receber nada, nem vida muito menos o que pedimos. Hoje Deus quer te elevar de nível para que você dê ainda mais fruto.
Glorificar a DeusGlorificar a Deus não é dar glória a Deus no culto, glorificarmos a Deus dando muito fruto, Deus ama pessoas que dão resultado que são frutíferas. Na passagem em Marcos 11:12 a 14, em que Jesus determina que uma figueira que estava cheia de folhas, mas não tinha nenhum fruto secasse, Ele amaldiçoou aquela árvore de aparência frondosa, mas que, mas não tinha fruto.
12 No dia seguinte, quando estavam saindo de Betânia, Jesus teve fome.
13 Vendo a distância uma figueira com folhas, foi ver se encontraria nela algum fruto. Aproximando-se dela, nada encontrou, a não ser folhas, porque não era tempo de figos.
14 Então lhe disse: “Ninguém mais coma de seu fruto”. E os seus discípulos ouviram-no dizer isso.
Jesus amaldiçoa a figueira apesar de estar frondosa não tinha frutos, importante notar que na Bíblia ele não amaldiçoa por exemplo a prostituta, o endemoniado, o enfermo, mas sim determina o fim de uma árvore porque parecia e não era, tinha aspecto vistoso, mas não tinha nenhum fruto em si.
Estamos num tempo de uma geração de aparências, uma geração de rede social, onde tudo é lindo maravilhoso em fotos e vídeos, mas procure por frutos: Não tem fruto algum, em que as pessoas parecem que tem, mas não tem, parecem que são mas não são. Dar frutos é preponderante para que aquilo que parece, seja uma verdade.
Não se envolva com nada pelo qual você não esteja disposto a dar frutos, seja em qualquer coisa que você fizer, no trabalho, no estudo, na igreja formando uma família. É melhor dizer não, do que não dar fruto. Jesus perdoa o pecado, mas não perdoou a árvore que não tinha fruto. Se estamos em Jesus e não damos frutos estamos envergonhando o nome de Jesus Cristo.
Deixamos de temer a Deus quando não cumprimos com o que Ele nos ordena, ou quando não fazemos algo no qual não damos frutos. Pense no seu trabalho em sua atividade você dá frutos?
Sim, Deus é misericordioso, mas não podemos deixar de citar o que encontramos em Provérbios 29:1 “Quem insiste no erro depois de muita repreensão, será destruído, sem aviso e irremediavelmente.” Aqui lemos claramente sobre o corte.
Mas existem três fatores que são preponderantes para definir resultados e consequentemente gerar frutos:

1° Jesus era sempre objetivo e não subjetivo.
Uma pessoa subjetiva é aquela que deixa entender, é aquela que quis dizer alguma coisa, deixas as coisas mais ou menos entendidas.
As palavras, mandamentos, ensinos e correções de Jesus sempre foram objetivos, em Mateus 26:52, ao mesmo tempo que Jesus estava colando a orelha de Malco ensinava a Pedro sobre sua atitude “Disse-lhe Jesus: Guarde a espada! Pois todos os que empunham a espada, pela espada morrerão.”
Jesus por muitas vezes ensinava por perguntas, porque a pergunta nos leva a introspecção. Quando paramos para avaliar e pensar conseguimos entender com clareza o que devemos fazer com objetividade.
Devemos ser objetivos como Jesus. Tudo que fizermos deve, respeitando o que Jesus nos ensinou sermos objetivos. Isto não quer dizer que deve ser grosseiro, arrogante ou duro, mas a objetividade te encaminhará para ter frutos muito mais rápido do que você possa imaginar.
Jesus tinha apenas três anos e meio para fazer o seu ministério acontecer e para isto ele não poderia ficar dispendendo tempo com subjetividades, mesmo que ele ensinasse por parábolas o que para muitos não era possível de se entender, ele tinha objetivos diretos que era ensinar os que estavam próximos a Ele.
Então sejamos objetivos!

2° Devemos ser diligentes não negligentes.
O negligente e o que erra por preguiça, desatenção e falta de preparo. A Bíblia dá base para que Jesus abrace a todos, vinde a mim todos, mas ao preguiçoso está reservado um ensinamento muito duro como encontramos em Provérbios 6:6 “Observe a formiga, preguiçoso, reflita nos caminhos dela e seja sábio!”
Erros são para serem corrigidos, mas a negligência será punida.
Tudo o que o diligente faz ele o faz com atenção, preparo e vontade de fazer, se o pastor, ou líder com base na orientação de Deus colocar alguma coisa para você fazer, seja diligente ou nem aceite a obra, porque a partir do momento que você aceitou o título, aceitou a carreira ou função as folhas irão começar a germinar e todos começam a olhar, mas quem vai conferir se você tem fruto é o próprio Messias, o que Ele vai encontrar?
Só aceite fazer um trabalho que seja com muito preparo, atenção e dedicação sem preguiça.
Talvez agora você tenha que rever em sua vida o que você tem feito com negligencia, seja no ministério, trabalho ou na família, pois os negligentes serão punidos.
Todos têm o direito de errar e as vezes você está fazendo com muita diligencia e erra, mas errando será corrigido, já os negligentes não terão a mesma oportunidade.

3° Forme uma equipe.
Para sermos frutíferos devemos treinar pessoas no caminho. Quem irá expandir o que você começou serão os que te seguirem. Os discípulos andaram com Jesus para ter aquilo que Ele tinha. Os discípulos replicam o que você faz.
Jesus em Marcos 6 a partir do versículo 7 instrui como eles (seus discípulos) deveriam fazer para irem de povoado em povoado anunciando as boas novas de salvação, Ele Jesus estava delegando autoridade baseado naquilo que havia ensinado.
Os resultados passam de Jesus para a equipe, a chance que temos de prosperar de verdade é que outros repliquem o que fazemos. A forma que temos para ser frutíferos de verdade é treinando pessoas pelo caminho.
Seja objetivo, diligente e forme uma equipe para que você dê muito fruto cumpra com o que Jesus determinou e assim fica exposto para você em primeiro lugar e para o mundo que você teme a Deus, porque o ama, está ligado ao Seu proposito e que fazer diferença nesta geração.

Pr. Luis Santana – Igreja Águas Mooca 

Nenhum comentário: