AVISOS da SEMANA


Todas as segundas-feiras – 19:00h – Intercessão.

17/12 – dom – 10h e 18h – Teatro: Jesus na nossa família

24/12 – dom – 10h Café da manhã de Natal

24/12 – dom – 18h – não haverá culto.

31/12 – dom – 10h Culto da manhã

31/12 – dom – 18h – não haverá culto.

Postagens

Células nas casas - confira a mais próxima de você.

. 2ª feira......... 19h Culto de Intercessão
20h15.. Escolas Líderes e Teológica
. 5ª feira ........ 20h.... Culto

. 6ª feira ....... 20h ... Rd da Família (confira agenda)
. 6ª feira ....... 20h ... Rd adolescentes(confira agenda)
. Sábados...... 19h30.. Rd de Jovens (confira agenda)
. Domingos... 16h45... Pós Encontro e Esc. de Líderes
. Domingos... 10h e 18h..... Culto de Celebração

domingo, 31 de janeiro de 2010

Perseverar em seguir o Senhor, Deus de Israel!

Perseverar em seguir o Senhor, Deus de Israel!
Josué 14:6 a 15
“6. Chegaram os filhos de Judá a Josué em Gilgal; e Calebe, filho de Jefoné, o quenezeu, lhe disse: Tu sabes o que o Senhor falou a Moisés, homem de Deus, em Cades-Barnéia, a respeito de mim e de ti. 7. Tinha eu quarenta anos quando Moisés, servo do Senhor, me enviou de Cades-Barnéia para espiar a terra; e eu lhe relatei como sentia no coração. 8. Mas meus irmãos que subiram comigo desesperaram o povo; eu, porém, perseverei em seguir o Senhor, meu Deus. 9. Então, Moisés, naquele dia, jurou, dizendo: Certamente, a terra em que puseste o pé será tua e de teus filhos, em herança perpetuamente, pois perseveraste em seguir o Senhor, meu Deus. 10. Eis, agora, o Senhor me conservou em vida, como prometeu; quarenta e cinco anos há desde que o Senhor falou esta palavra a Moisés, andando Israel ainda no deserto; e, já agora, sou de oitenta e cinco anos. 11. Estou forte ainda hoje como no dia em que Moisés me enviou; qual era a minha força naquele dia, tal ainda agora para o combate, tanto para sair a ele como para voltar. 12. Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia, pois, naquele dia, ouviste que lá estavam os anaquins e grandes e fortes cidades; o Senhor, porventura, será comigo, para os desapossar, como prometeu. 13. Josué o abençoou e deu a Calebe, filho de Jefoné, Hebrom em herança. 14. Portanto, Hebrom passou a ser de Calebe, filho de Jefoné, o quenezeu, em herança até ao dia de hoje, visto que perseverara em seguir o Senhor, Deus de Israel. 15. Dantes o nome de Hebrom era Quiriate-Arba; este Arba foi o maior homem entre os anaquins. E a terra repousou da guerra” (Josué 14:6 a 15).
INTRODUÇÃO:
Perseverar.
Como será que estamos em nossa perseverança quando passou apenas 1 mês de 2010?
O que é perseverar?
Segundo o Dicionário Bíblico é a permanência num estado ou numa atividade, mesmo em caso de oposição ou fracasso.
Segundo Dicionário da Língua portuguesa é continuar, persistir numa opinião, num costume que seja bom e também conservar-se firme, constante (num sentimento, numa resolução).
A palavra, no hebraico, significa ainda: plenitude, abundância, estar satisfeito, estar concluído, estar terminado, confirmar.
Quais foram os seus propósitos para o ano de 2010 no final do ano? Lembre-se que nós jejuamos.
Será que já se desanimou e desistiu de conseguir atingir os alvos, os objetivos?
Vamos ver a história de um homem que durante 45 anos não desanimou, até conseguir chegar ao seu objetivo, ao seu alvo.
CALEBE:
SEU CARÁTER NOBRE:
Era um seguidor fiel e tinha um espírito diferente: “Porém o meu servo Calebe, visto que nele houve outro espírito, e perseverou em seguir-me, eu o farei entrar a terra que espiou, e a sua descendência a possuirá” (Números 14:24).
Era um homem honesto: “Tinha eu quarenta anos quando Moisés, servo do Senhor, me enviou de Cades-Barnéia para espiar a terra e eu lhe relatei como sentia no coração” (Josué 14:7).
Era cheio de amor fraternal (chamou os rebeldes de seus irmãos): “Mas meus irmãos que subiram comigo desesperaram o povo; eu, porém, perseverei em seguir o Senhor, meu Deus” (Josué 14:8).
Era decidido no agir: “Então, Calebe fez calar o povo perante Moisés e disse: Eia! Subamos e possuamos a terra, porque, certamente, prevaleceremos contra ela” (Números 13:30).
SUA FÉ:
Calebe firmava-se na promessa: “Eis que, já hoje, sigo pelo caminho de todos os da terra; e vós bem sabeis de todo o vosso coração e de toda a vossa alma que nem uma só promessa caiu de todas as boas palavras que falou de vós o Senhor, vosso Deus; todas vos sobrevieram, nem uma delas falhou” (Josué 23:14).
Cria na Palavra do Senhor: “Porém o meu servo Calebe, visto que nele houve outro espírito, e perseverou em seguir-me, eu o farei entrar a terra que espiou, e a sua descendência a possuirá” (Números 14:24). “... visto que andamos por fé e não pelo que vemos” (2Coríintios 5:7).
Tinha certeza da vitória: “Subamos e possuamos a terra, porque, certamente, prevaleceremos contra ela” (Números 13:30b).
Esperou 45 anos pela promessa: “Eis, agora, o Senhor me conservou em vida, como prometeu; quarenta e cinco anos há desde que o Senhor falou esta palavra a Moisés, andando Israel ainda no deserto; e, já agora, sou de oitenta e cinco anos” (Josué 14:10).
SUA ATITUDE INABALÁVEL:
Seguia fielmente ao Senhor: “...eu, porém, perseverei em seguir o Senhor, meu Deus” (Josué 14:8b).
Testemunhou a fidelidade de Deus entre os incrédulos: “1. São estas as heranças que os filhos de Israel tiveram na terra de Canaã, o que Eleazar, o sacerdote, e Josué, filho de Num, e os cabeças dos pais das tribos dos filhos de Israel lhes fizeram repartir 2. por sorte da sua herança, como o Senhor ordenara por intermédio de Moisés, acerca das nove tribos e meia. 3. Porquanto às duas tribos e meia já dera Moisés herança além do Jordão; mas aos levitas não tinha dado herança entre seus irmãos. 4. Os filhos de José foram duas tribos, Manassés e Efraim; aos levitas não deram herança na terra, senão cidades em que habitassem e os seus arredores para seu gado e para sua possessão. 5. Como o Senhor ordenara a Moisés, assim fizeram os filhos de Israel e repartiram a terra. 6. Chegaram os filhos de Judá a Josué em Gilgal; e Calebe, filho de Jefoné, o quenezeu, lhe disse: Tu sabes o que o Senhor falou a Moisés, homem de Deus, em Cades-Barnéia, a respeito de mim e de ti. 7. Tinha eu quarenta anos quando Moisés, servo do Senhor, me enviou de Cades-Barnéia para espiar a terra; e eu lhe relatei como sentia no coração. 8. Mas meus irmãos que subiram comigo desesperaram o povo; eu, porém, perseverei em seguir o Senhor, meu Deus. 9. Então, Moisés, naquele dia, jurou, dizendo: Certamente, a terra em que puseste o pé será tua e de teus filhos, em herança perpetuamente, pois perseveraste em seguir o Senhor, meu Deus” (Josué 14:1 a 9).
Permanecia fiel, apesar de grandes ameaças: “Eis, agora, o Senhor me conservou em vida, como prometeu; quarenta e cinco anos há desde que o Senhor falou esta palavra a Moisés, andando Israel ainda no deserto; e, já agora, sou de oitenta e cinco anos” (Números 14:10).
SEU GALARDÃO:
Calebe pode entrar na terra prometida, a terra de Canaã: “... salvo Calebe, filho de Jefoné; ele a verá, e a terra que pisou darei a ele e a seus filhos, porquanto perseverou em seguir ao Senhor” (Deuteronômio 1:36).
Obteve Hebrom (que significa: comunhão) como herança: “Portanto, Hebrom passou a ser de Calebe, filho de Jefoné, o quenezeu, em herança até ao dia de hoje, visto que perseverara em seguir o Senhor, Deus de Israel” (Josué 14:14).
Deus deu-lhe uma vida saudável e longa: A Bíblia não registra sua morte, mas quando ele conquistou sua promessa tinha 85 anos e tinha muito vigor, o que nos leva a pensar que ele viveu muitos outros anos ainda.
Teve uma família ricamente abençoada: “Respondeu ela: Dá-me um presente; deste-me terra seca, dá-me também fontes de água. Então, lhe deu as fontes superiores e as fontes inferiores” (Josué 15:19).
Tornou-se uma bênção para todos os tempos: “Porém o campo da cidade, com suas aldeias, deram a Calebe, filho de Jefoné, por sua possessão” (Josué 21:12). Hoje quando queremos dar um exemplo de uma pessoa abençoada, muitas vezes usamos a vida de Calebe, que juntamente com Josué foram exemplo de fidelidade diante de Deus e de suas promessas.
CONCLUSÃO:
Quando temos a atitude de perseverarmos nos nossos propósitos de conquista de alvos e de objetivos, temos a ousadia de lembrar a Deus as promessas que Ele nos fez.
Foi o que aconteceu com Calebe. Ele foi a Josué, que agora era líder no lugar de Moisés, que havia morrido, e lembrou a Josué as promessas de Deus.
A terra seria distribuída às tribos, sem que as tribos pudessem escolher, mas Josué e Calebe tinham direito antes da distribuição à escolha das suas porções de terra.
“Tu sabes o que o Senhor falou a Moisés, homem de Deus, em Cades-Barnéia, a respeito de mim e de ti” (Josué 14:6b).
E porque eles tinha perseverado em seguir ao Senhor agora chegou o momento de receberem o cumprimento da promessa.
Deus quer que nossas atitudes reflitam principalmente aquilo que Ele mesmo colocou em nossos corações.
Calebe, em sua honestidade de coração, havia, com coragem, testemunhado o que ele observou na espionagem feita na Terra Prometida.
“... e eu lhe relatei como sentia no coração” (Josué 14:7b).
Deus quer a verdade no nosso coração e também a coragem e não somente na nossa mente.
Quando a verdade e a coragem estão em nosso coração, coisas impossíveis podem se tornar possíveis sim.
Assim perseveraremos em seguir ao Senhor, com verdade com coragem.
Retome agora, imediatamente, os seus propósitos para o ano de 2010.
Não é hora de desistir de conquistar as promessas de Deus para a sua vida.
Vamos, portanto, perseverar em seguir o Senhor, Deus de Israel.
Amém!
Escrita por: Ap. Bertoni

Nenhum comentário: